Bolsonaro, Guedes e Mandetta são assassinos. Com eles, país não tem chance contra vírus

Bolsonaro, Guedes e Mandetta são assassinos. Com eles, país não tem chance contra vírus
Foto: Marcos Corrêa/PR.

Tales Faria, colunista do Uol, garante que o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, “é um homem dividido” entre Jair Bolsonaro e a medicina.

Não é o que parece, porque o caminho trilhado até aqui pelo Ministério da Saúde para lidar com a pandemia de coronavírus é claramente de matriz bolsonarista, ou seja, titubeante, negacionista, irresponsável e criminoso, como este Come Ananás mostrou nesta quinta-feira, 19.

Como mostram, afinal, os fatos, não obstante elogiar Mandetta como “um ponto fora da curva no governo Bolsonaro” venha sendo uma estranha reação à pandemia de coronavírus, como encher carrinhos de supermercado com papel higiênico, porque Mandetta não fala em pum de palhaço nem come de boca aberta.

Se está mesmo dividido entre a ciência e a sua própria negação, numa hora dessas, é nada menos que um assassino, o senhor ministro Mandetta.

São assassinos, de qualquer maneira, Jair Bolsonaro, Paulo Guedes e Henrique Mandetta, porque o governo federal se recusa a tomar medidas rápidas contra a disseminação do coronavírus, como reduzir drasticamente a circulação de pessoas, com o necessário alívio financeiro para a população, antes de explodir na casa do incontrolável o número de casos no Brasil.

A letargia, como mostra a repórter Thais Bilenky na Piauí, só é comparável à da imprensa corporativa e é tão flagrante que chega a fazer Wilson Witzel parecer Winston Churchill.

“Uns querendo fechar supermercado, outros querendo fechar aeroporto, fechando academia”, reclamou Bolsonaro nesta quinta-feira, 19, em sua “live”, que está mais para “dead”.

Este país precisa de alguma maneira enxotar Jair Bolsonaro da cadeira de presidente da República, para ontem, com Henrique Mandetta pendurado no saco do seu “grande timoneiro” e Paulo Guedes deportado para Chicago, se não quisermos ser literalmente dizimados.

Com o miliciano e seus capangas, não será possível pensar em sobreviver.

Deixe um comentário

martin-sanchez-kTMlSiScL7Y-unsplash
Leia também:

Califórnia prevê 25 milhões de infectados em oito semanas

Califórnia prevê 25 milhões de infectados em oito semanas