‘Só conheci Marielle depois de morta’, afirma excelência vizinho de assassino

Jair Bolsonaro, presidente da República e vizinho de metros do ex-policial militar Ronnie Lessa, que foi preso nesta terça-feira, 12, no Rio, pelos assassinatos de Marielle Franco e Anderson Gomes, afirmou também nesta terça, em Brasília, que só foi saber quem era Marielle depois que a vereadora foi morta.

Leia mais “‘Só conheci Marielle depois de morta’, afirma excelência vizinho de assassino”

Marielle, presente! Witzel, presente quando partiram ao meio a placa de Marielle

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, comandou nesta terça-feira, 12, a entrevista coletiva de autoridades do estado para tratar da prisão dos dois executores de Marielle Franco e Anderson Gomes, Ronnie Lessa e Élcio de Queiroz – respectivamente o apertador de gatilho e seu macabro chofer.

Leia mais “Marielle, presente! Witzel, presente quando partiram ao meio a placa de Marielle”

Bolsonaristas roubaram algo no exterior, e não se trata de ‘coisas de hotéis’

O Ministério da Educação da Pátria Amada, Brasil, foi acusado na última sexta-feira, 8, pelo jornal El Heraldo, do México, de roubar a ideia da pintura “La Patria”, do mexicano Jesus de la Helguera (não confundir com Jesus da Goiabeira, o da visão da ministra Damares Alves), para defender a execução marcial e obrigatória do hino nacional brasileiro nas escolas do país, da cabeça aos pés do impávido colosso.

Leia mais “Bolsonaristas roubaram algo no exterior, e não se trata de ‘coisas de hotéis’”

Por que a reforma da previdência é nada menos que um crime perfeito?

Os economistas-chefes dos maiores bancos privados do Brasil já fizeram suas fezinhas, fezonas, no bolão da reforma da previdência; do quanto em “economia” com o não-pagamento de aposentadorias a reforma vai representar em 10 anos.

Leia mais “Por que a reforma da previdência é nada menos que um crime perfeito?”

Chefete da República, Bolsonaro saúda as mulheres: ‘Ustra vive’

Nesta sexta-feira, 8 de março, “Dia Internacional da Mulher”, Jair Bolsonaro participou de um evento em homenagem às mulheres no Palácio do Planalto, ao lado de Michelle, de Hamilton e Paula Mourão, e das ministras Damares Alves e Tereza Cristina. Sobre ter 20 homens e duas mulheres em seu ministério, disse que “está equilibrado”, porque cada uma delas “equivale a dez homens”.

Leia mais “Chefete da República, Bolsonaro saúda as mulheres: ‘Ustra vive’”