Rio inaugura roda gigante. Ingresso custa uma Bolsa Família

Rio inaugura roda gigante. Ingresso custa uma Bolsa Família
Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil.

A cidade do Rio de Janeiro inaugura nesta sexta-feira, 6 de dezembro, a Rio Star, a roda gigante “para todo mundo”, a maior da América Latina, instalada na Zona Portuária da Wonderful City.

“Para todo mundo”, mas o ingresso promocional custa R$ 49,00, praticamente o mesmo valor do Benefício Variável Jovem do Bolsa Família, R$ 48,00, pago pelo governo a famílias em situação de pobreza ou extrema pobreza por cada jovem com idades entre 16 e 17 anos.

O site da Caixa informa que cada família pode “acumular dois benefícios”, totalizando, no máximo, R$ 96,00. Se a família miserável tiver três adolescentes, o terceiro fica sem ingresso, ou melhor, sem “benefício”.

Já o Bolsa Família pago por criança aceita até cinco crianças cadastradas, a R$ 41,00 por “cabecinha”, como diria Wilson Witzel. Quarenta e um vezes cinco é igual a R$ 205,00. Com mais R$ 85,00 inteirados à fortuna é possível reservar uma cabine exclusiva para toda a família na Rio Star, com embarque prioritário e talvez outros… “benefícios”.

O “benefício básico” do Bolsa Família para famílias assoladas pela extrema pobreza é de R$ 89,00. A partir do dia 20 de dezembro termina a promoção e os ingressos para a roda gigante passam a custar R$ 70,00.

A pobreza é extrema, mas a roda é gigante e vale a pena o “investimento”, que é como se fala nestes tempos sobre quanto o sujeito tem que pagar. Vale a pena, porque se trata de nada mais, nada menos que “a melhor vista da felicidade”.

Leia também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também:

'Impeachment' de Guaidó é candidato a pândega do ano

'Impeachment' de Guaidó é candidato a pândega do ano