‘Capitão do golpe’, Temer apresenta nova edição de clássico do Direito Constitucional

‘Capitão do golpe’, Temer apresenta nova edição de clássico do Direito Constitucional

E se um livro clássico, de referência aos estudos do Direito Constitucional brasileiro, acabasse de ganhar uma segunda edição com apresentação de quem “operou o impeachment de Dilma”, na impressão de Rodrigo Maia; do “capitão do golpe”, nas palavras de Ciro Gomes; de quem, não obstante todo aquele entra e sai do Palácio do Jaburu em 2016, nega, mas com ato falho, que tenha feito “empenho pelo golpe” contra uma presidente constitucional?

Pois aconteceu. Acaba de sair, pela GEN, a segunda edição de “História do Direito Constitucional Brasileiro”, de Waldemar Martins Ferreira. O livro faz parte da coleção Constitucionalismo Brasileiro, com republicação de cinco obras acompanhadas de “estudos introdutórios de eminentes juristas”. No caso deste volume, a apresentação é de Michel Temer, com direito ao nome da fera na capa.

Impressa pela GEN, a coleção Constitucionalismo Brasileiro é uma iniciativa do Instituto Brasileiro de Direito Público (IDP), do qual Gilmar Mendes é sócio-fundador e que recebe patrocínios milionários da JBS de Joesley Batista, a quem Michel Temer disse certa vez que “tem que manter isso, viu?”.

Referia-se, o então presidente da República, com aquela “frase do ano” de 2017, não aos patrocínios milionários da JBS à escola de Direito da qual seu amigo de longa data, e do STF, é cúmplice. De jeito nenhum, porque os ilustres varões de Plutarco, como todos sabemos, não misturam público e privado. Referia-se, o autor do “estudo introdutório” à nova edição de “História do Direito Constitucional Brasileiro”, à conserva do cala-boca a Eduardo Cunha.

A editora GEN se gaba de que os livros da coleção Constitucionalismo Brasileiro “são para ler, conferir e reverenciar. Com linguagem impecável e precisão técnica, é possível revisitar conceitos como soberania popular”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também:

Gilmar: 'preciso meditar muito' se teria barrado Lula na Casa Civil mesmo sabendo de manipulação

Gilmar: 'preciso meditar muito' se teria barrado Lula na Casa Civil mesmo sabendo de manipulação